Capa

ELMS: quebra da suspensão derruba Senna em Portugal

Senna nos boxes: frustração
(Divulgação/MF2)

Falha "bizarra" põe fim à expectativa de bom resultado na despedida do calendário

27.10.2019  |  299 visualizações

SÃO PAULO – A estratégia ousada adotada desde o qualifying – colocar o mais lento para classificar o carro e no primeiro turno de pilotagem das 4 Horas de Portimão – estava funcionando a contento até que uma quebra da suspensão traseira frustrou os planos de Bruno Senna e seus parceiros de terminar em grande estilo a sexta e última etapa da European Le Mans Series em Portugal. Obrigado a levar o Oreca 07-Gibson da divisão LMP2 aos boxes para reparos, a RLR M Sports perdeu 13 voltas que eliminaram qualquer chance de um bom resultado. A vitória foi do trio da Idec Sports formado por Paul Loup Chatin, Paul Lafargue e Memo Rojas.

 

A sorte parecia estar ao lado de Bruno e seus companheiros, o “gentleman driver” canadense John Farano e o indiano Arjun Maini. Eles contavam com a previsão de chuva durante a prova que provocasse as bandeiras amarelas que impedissem os mais rápidos de se distanciar de Farano. Ela não veio, mas um múltiplo acidente na primeira volta provocou a paralisação da corrida e o regime de bandeira vermelha que perdurou por 50 minutos com a cronometragem em andamento. Isso permitiu que Bruno assumisse o volante logo que a prova recomeçou e começasse a ganhar posições que melhoraram o 15º lugar de Farano no grid e o 29º ao sair dos boxes na troca dos pilotos. Quando já ocupava o 9º lugar e com quase todos os rivais ainda tendo de fazer a primeira parada, veio a pane da suspensão.

 

“Estava tudo saindo melhor que o planejado. A bandeira vermelha foi melhor do que o esperado para a nossa estratégia. De repente, deu a falha da suspensão, uma coisa totalmente bizarra, do nada. Passei numa ondulação e ela quebrou, felizmente num local que não oferecia perigo. Mas foi frustrante porque acabou com nossas chances. Mais uma vez, o carro estava competitivo e, de repente, tchau...”, comentou Bruno. O trio ainda prosseguiu com Maini e novamente Farano, que cruzou a linha de chegada em 30º.

 

Bruno voltará agora as atenções para as 4 Horas de Xangai, quarta etapa da temporada 2019/2020 do Mundial de Endurance. A prova será disputada dia 10 de novembro.

 

Márcio Fonseca (MTb 14.457)

 

Tel. (11) 99434-2082

 

Leia também...

23.02.2020

WEC: Senna conquista vitória completa no Texas

Rebellion funciona como relógio suíço e bate Toyota nas 6 h de Austin

23.02.2020

WEC: Senna e parceiros saem na pole no Texas

Trio da Rebellion supera duas Toyota em busca da primeira vitória no ano

15.12.2019

WEC: Senna admite pódio frustrante no Bahrein

Choque logo depois da largada comprometeu chances de aproveitar a pole

13.12.2019

Senna "voa" no Bahrein e conquista nova pole no WEC

Luta agora é pela segunda vitória seguida no Mundial de Endurance

Entre em contato