Capa

ELMS: Senna começa bem na estreia em Paul Ricard

Bruno e parceiros em Paul Ricard
(Divulgação/MF2)

Trio da RLR MSport faz o 2º tempo na abertura dos treinos na França

12.04.2019  |  247 visualizações

SÃO PAULO – Bruno Senna começou bem sua nova jornada no automobilismo internacional ao colocar o protótipo LMP2 da RLR MSport na segunda posição dos treinos livres que abriram nesta sexta-feira no autódromo francês de Paul Ricard a programação da primeira etapa do European Le Mans Series. Bruno disputará toda a temporada de oito provas simultaneamente às atividades no FIA WEC – Mundial de Endurance e como embaixador da McLaren para os carros de turismo.

 

Os ensaios desta semana, iniciados com dois dias de testes coletivos na segunda e terça-feira, estão sendo produtivos. “Estamos tendo o contato inicial com a equipe e o carro, que tem uma base boa. Falta um pouquinho de treino comparado com as outras equipes – elas vêm treinando há mais tempo. Estamos quase satisfeitos com os resultados, mas temos ainda bastante trabalho pela frente, especialmente na parte da organização da equipe. Se conseguirmos fazer uma corrida limpa, será um bom começo, e a partir de então ir sempre evoluindo porque a competição será bem forte”, projetou Bruno.

 

Bruno e seus parceiros, o canadense John Farano e o indiano Arjun Maini, correm com o Oreca-Gibson na principal e mais numerosa das três divisões – as demais são LMP3 e LMGTE. São 18 protótipos no grid total de 41 carros. Depois dos testes de hoje, apesar de contente com a colocação, ele manifestou preocupação com o desgaste dos pneus. “A degradação está alta, principalmente do dianteiro esquerdo. Há uma diferença entre os Dunlop e os Michelin em classificação e não sabemos ainda como será em ritmo de corrida. A meta será cuidar bem dos pneus e cometer poucos erros. Não podemos esquecer que o Farano é um piloto bronze, o que faz diferença no resultado final, mas o Maini veio da Fórmula 2 e tem mostrado velocidade. Num final de semana bom, dá para acreditar num pódio”, completou.

 

O mais rápido da sexta-feira foi o Oreca-Gibson da Dragonspeed compartilhado pelo britânico Ben Hanley, o sueco Henrik Hedman e o australiano James Allen, com o tempo de 1min41s227 para os 5.861 metros do circuito de Le Castellet, no sul da França. Bruno cravou a marca de 1min42s085. Amanhã, os carros regressarão à pista para nova sessão de treinos livres de uma hora e meia, antecedendo à classificação de 10 minutos.

 

Márcio Fonseca (MTb 14.457)

Tel. (11) 99434-2082

 

 

Leia também...

23.02.2020

WEC: Senna conquista vitória completa no Texas

Rebellion funciona como relógio suíço e bate Toyota nas 6 h de Austin

23.02.2020

WEC: Senna e parceiros saem na pole no Texas

Trio da Rebellion supera duas Toyota em busca da primeira vitória no ano

15.12.2019

WEC: Senna admite pódio frustrante no Bahrein

Choque logo depois da largada comprometeu chances de aproveitar a pole

13.12.2019

Senna "voa" no Bahrein e conquista nova pole no WEC

Luta agora é pela segunda vitória seguida no Mundial de Endurance

Entre em contato